| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Get control of your email attachments. Connect all your Gmail accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize your file attachments. You can also connect Dokkio to Drive, Dropbox, and Slack. Sign up for free.

View
 

Gaivota das patas amarelas

Page history last edited by Biblioteca Viriato 3 years, 3 months ago

A gaivota das patas amarelas

 (Larus michahellis)

 

Caracterização

A gaivota das patas amarelas (Larus michahellis) é uma espécie de gaivota, pertence ao género Larus e à família Laridae.

Tem patas amarelas, dorso e asas prateadas com pontas pretas e “pérolas” brancas e bico amarelo.

Um pouco maior que a Gaivota-de-asa-escura (Larus fuscus), distingue-se desta pela cor cinzento-claro do dorso e das asas, contrastando com a ponta preta com pintas brancas. O resto do corpo é branco, com exceção do bico amarelo (onde sobressai a ponta vermelha); os olhos são amarelos (o anel orbital é vermelho), assim como as patas.

Os imaturos de 1º ano são castanhos e quase indistinguíveis das gaivotas-d'asa-escura.

Já os de 2º e 3º ano é visível o dorso prateado.

 

      

 

Habitat

As gaivotas das patas amarelas vivem geralmente em praias costeiras.

Entre 2009 e 2010 foram detetadas 9752 destas aves em território português.

É comum durante todo o ano ao longo do litoral português, especialmente em praias, portos e na costa rochosa. Sendo uma espécie de distribuição quase estritamente costeira, a sua abundância diminui rapidamente à medida que nos afastamos da costa. Assim, nos estuários esta gaivota é claramente menos abundante, dando progressivamente lugar à gaivota-d'asa-escura. 

 

ALIMENTAÇÃO

É bem conhecida a voracidade das gaivotas e a sua capacidade de ingerirem, praticamente, tudo o que encontram, tornando-as frequentadoras assíduas dos mais variados locais onde subsistam resíduos da atividade humana.

É uma espécie oportunista, que inclui na sua dieta itens tão variados como restos de animais mortos, crustáceos, aves jovens, ovos e insetos.

Em Portugal, o crescimento da população desta espécie deverá ter estado relacionado com a elevada disponibilidade de alimento, obtido facilmente junto das embarcações e dos portos de pesca. Na sua dieta oportunística incluem-se peixes de várias espécies, caranguejos pelágicos, insetos e desperdícios gerados pelas atividades humanas, entre outros.

A sua elevada reprodução tem vindo a afetar outras aves, pois as gaivotas de patas amarelas alimentam-se de outras que ainda estão em desenvolvimento, afetando a sua evolução e diminuindo o número da sua espécie.

Esta gaivota, por sua vez, é alvo dos decompositores nas cadeias alimentares.

 


 

AMEAÇAS E CONSERVAÇÃO

A nível global a sua população encontra-se em crescimento. Não existem ameaças relevantes em Portugal, embora alguns indivíduos possam ser capturados acidentalmente em artes de pesca (redes e palangres).

 

http://www.avesdeportugal.info/larmic.html       

 https://pt.wikipedia.org/wiki/Gaivota-de-patas-amarelas

http://naturlink.pt/article.aspx?menuid=55&cid=61910&bl=1&viewall=true

                   Fátima Mota,  8B

http://www.atlasavesmarinhas.pt/gaivota-de-patas-amarelas/

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.